Algumas mulheres negras, acima dos 50 anos, estão redescobrindo a beleza através da estética natural. Por conta disso, conversei com a aposentada Cleonice Conceição da Silva de 56 anos, que aderiu ao movimento da transição capilar há um ano e meio e está radiante com os cabelos dela.

Cleonice lembra que na infância tinha cabelos compridos e tranças, mas já na fase da adolescência, por volta dos 14 anos, passou a usar henê que é uma marca de alisante usado em cabelos crespos ou cacheado.

Ela conta que cresceu numa família em que até hoje, as mulheres fazem uso do henê e bem poucas aboliram o alisamento. A aposentada conta que resolveu parar de alisar os cabelos por conta da modernidade e avalia que com o passar do tempo os produtos para raça negra foram evoluindo no mercado.

Outro fator que impulsionou foi às reações capilares como queda de cabelo e irritabilidade do couro cabeludo. Ela relata que assumir o cabelo “Black” foi complicado, pelo fato de ter feito alisamento por muitos anos. “Eu sempre fui muito vaidosa, já tentei usar cabelo natural antes, porém não gostei muito e voltei para o henê que dava reações e eu voltava para o black”, comenta Cleonice que agora aceitou os fios crespos.

“Acho que o movimento da transição capilar veio para ficar, a mulher negra está cada vez mais, se aceitando ao natural. Votar a ter os cabelos que nascemos é uma aceitação boa e estou gostando.”

Atualmente Cleonice está finalizando o curso de pedagogia e mesmo aposentada, é professora numa creche. Ela comenta que os pequenos acompanharam a mudança no visual dela e indagam sobre a nova estética.  Mesmo assim, gostaram e de vez em quando, costumam tocar nos fios da professora.

Cleonice acredita que nunca passou por uma situação de preconceito, mas conta que as pessoas com quem convive dizem que preferem os cabelos como ela tinha antes. A aposentada acha que não perdeu tempo alisando os cabelos, pois acredita que a vida e feita de fases e hoje se sente bem com os cabelos assumidos.

Leia também: http://www.soulnegra.com/crespas-e-grisalhas/

 

 

Compartilhe este post »